Semana de 12 a 18 de Maio #astrovisão 01

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Astrovisão, Matérias

Astrovisão 01Começamos conforme anunciamos em nosso projeto Podcast, o que estamos chamando de Astrovisão da semana. E o que seria isso? A proposta é simples, e até parecida com o Horóscopo que muitos conhecem, só que não será dirigido aos 12 signos individualmente e sim de uma forma geral para todos, com a visão astrológica da semana.

Minha idéia é descrever o que temos no céu naquela semana, pontos positivos, tensos, fornecer algumas dicas e informações relevantes que podemos aplicar no dia-a-dia.

Nossa primeira Astrovisão, com o céu de 12 a 18 de Maio nos mostra uma lua nova, vinda do eclipse da semana passada, e temos na lua nova uma boa posição para a nutrição de novas idéias, projetos, em forma ainda oculta, sendo preparada, igual à semente dentro da terra se preparando para germinar. É uma fase interessante para semear suas idéias e ações, não propriamente agir em função delas, mas prepará-las dentro de você, alimentando-as, organizando-as para na próxima lua, que será a crescente começar a agir. Essa é a força da Lua Nova, uma fase mais introspectiva, concentrada e profunda, essencial para fundamentar e estruturar qualquer ação e projeto.

Leia o restante...

Qual o seu Signo?

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Matérias

Qual o seu Signo?É engraçado depois de tantos anos trabalhando com Astrologia quando presto atenção nessa pergunta. Porque essa pergunta é sem dúvida a mais popularmente conhecida quando se fala em Astrologia, seguida lógico dos horóscopos de revistas, jornais, sites, das Mídias em geral.

Mas o que muitas vezes o público leigo não se dá conta, é que o signo que todos conhecem, e que é o foco dos horóscopos tão conhecidos é apenas a pontinha do iceberg.

Quando fazemos essa pergunta, e respondemos: é Gêmeos, é Virgem, é Leão, etc. estamos apenas dizendo que era essa a posição do Sol no momento do nascimento. Mas nosso sistema solar é composto de mais planetas, fora a estrela central que é o Sol, e o satélite da Terra que é a Lua, e todos eles estavam em um signo quando nascemos! A resposta talvez mais adequada à pergunta, qual é o seu signo, deveria ser: Todos!

Você sabia que em nosso mapa astral, ou carta astral, ou mapa astrológico temos a posição dos 8 planetas, mais os dois luminares do nosso sistema solar? Sol e Lua, denominados de Luminares, e Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. E todos eles estão localizados em uma das 12 casas astrológicas do mapa astral, que se relacionam com os 12 signos do Zodíaco que conhecemos, a saber: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes.

Então, de uma forma simples, podemos entender que temos todos esses 12 signos astrológicos dentro do sistema simbólico chamado de Mapa Astral, ferramenta de trabalho do Astrólogo profissional. E que apenas é uma questão de “porcentagem” de atuação entre um e outro, na hora de interpretarmos o mapa. Pois se dizemos que uma pessoa é do signo de Peixes, por exemplo, estamos dizendo que no mapa astral dessa pessoa, o signo de peixes estará em destaque, porque nele estará localizado a posição da essência dele, que é simbolizada pelo Luminar Sol. E assim fazemos com todos os outros planetas, e a Lua, que também ocupará um signo nesse mapa astral. E no final então temos uma distribuição única, um desenho único que irá representar o nosso Mapa Astral, ou seja, a posição dos planetas no momento em que nascemos.

E em cima desse Mapa Astral é que iremos desenvolver todos os estudos astrológicos daquela pessoa, pois há um movimento celeste, um andamento dos Planetas ao redor do Sol, que vai sendo sinalizado em nosso mapa conforme a vida vai sendo desenvolvimento e os anos se passando.

Portanto quando você disser, sou do signo de Capricórnio, isso significa que no dia que nasceu era a posição do Sol naquele momento, representando as qualidades da sua essência, da sua vontade, do seu EU interior, aquilo que você veio Ser!

Para cada signo há uma qualidade para representar esse Sol, pois cada signo representa uma qualidade, um elemento, um ritmo, uma maneira de ser!

E conhecer o seu signo solar é entender sua essência, conectar com ela, vivê-la e desenvolvê-la ao longo da sua vida! O princípio do seu autoconhecimento e da sua busca por realização pessoal e satisfação integral!

Qual é o seu signo então?

Eclipse Lunar amanhã

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Blog

Eclipse LunarAmanhã temos uma Lua cheia, que acontecerá no signo de Escorpião. Junto com essa lua cheia, teremos um Eclipse Lunar! “Astrologuês” a parte, temos na simbologia dos eclipses uma grande oportunidade para encontrarmos nossa “luz interior”, já que o eclipse pressupõe uma ausência de luz produzida por uma “ocultação”. Um eclipse lunar fala das nossas emoções, das percepções, do mundo psíquico, daquilo que está nas profundezas do nosso ser, no escuro.

Portanto pessoal, vamos aproveitar o eclipse de lua cheia, para encontrarmos nossa luz interior, refletida em nosso poder de transformar emoções, renascer, e regenerar as estruturas obsoletas!

Os eclipses são desencadeadores de crises, e toda crise é uma grande oportunidade! Como acontecerá juntamente a Saturno, o grande mestre das estruturas, organização e disciplina, o construtor, é hora de por abaixo estruturas emocionais internas que não sustentam mais o que somos, quem somos e para quê somos!
Não tenhamos medo de reciclar idéias que já não servem, sentimentos que não constroem mais nada, crenças que não te fazem mais feliz!

A oportunidade do céu é clara nesse sentido. Olhe para essa lua cheia desse eclipse e decida por essa viagem interior, rumo a você mesmo! Mergulhe nessas profundezas emocionais e volte dela mais forte, alinhado, mais completo!

Abs a todos!

A Chegada do Ano Novo Astrológico 2013

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Ensinamentos

Imagem para Facebook

Imagem para Facebook

Ontem começamos um novo ano astrológico! Anunciado pela Mídias, comentado por Astrólogos e profissionais da área holística. Mas o que isso significa realmente?
Primeiro é importante entender que a data coincide com a chegada da Primavera no hemisfério norte, e com o Outono no hemisfério sul, o que conhecemos como Equinócio da Primavera ou Equinócio do Outono. É o momento exato onde o Sol, tal como o vimos da Terra cruza com o a linha, ou plano, do equador celeste, que é a projeção da linha do equador terrestre na esfera celeste. “Astrologuês” à parte, o que é importante entender, quando falamos sobre Astrologia, é a visão dos ciclos, e essa data, que em 2013 ocorre dia 20.3.2013 marcará assim a entrada de um novo ciclo astrológico, de um novo Ano Astrológico.

Estamos acostumados a entender o início do ano na passagem do dia 31.12 para dia 1.1, mas para o estudo Astrológico não, pois entendemos o início quando o Sol, entra a 0º do signo de Áries (Carneiro), em Março, trazendo a força do início com ele, começamos então um novo Ano Astrológico.
É um momento importante no que diz respeito à energia do ano em questão, pois marca, conforme o Mapa Astral desse momento

Leia o restante...

Influências Astrológicas na Escrita

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Ensinamentos

Influências Astrológicas na EscritaA Astrologia pode ser estudada sob as mais variadas óticas em diversos assuntos, tanto do nosso cotidiano, no dia-a-dia quanto em áreas mais profundas da psique humana. O trabalho do Astrólogo é muito vasto, mas partimos sempre de um ponto bastante comum a todos os estudos, que é a análise do Mapa Natal.
Para exemplificar melhor, o mapa astral é um figura circular, que simbolicamente representa a foto do céu em determinado momento e local, e no caso de uma pessoa, esse momento é o seu nascimento.
A partir daí então, estudamos as diversas influências planetárias na vida da pessoa, entendendo sempre como influências, inclinações e não como determinações fatídicas. Entendemos o mapa astral como um conjunto de potenciais energéticos que nos dá informações e características da vida da pessoa, em diversas áreas da experiencia humana, tais como: personalidade, dinheiro, comunicação, família, amor, trabalho, casamento, sexualidade, desenvolvimento pessoal, carreira, amigos e espiritualidade, assuntos que fazem parte daquilo que chamamos de “casas astrológicas”.
Podemos em qualquer momento estudar um assunto específico, e temos várias ferramentas para fazer, que em linguagem “astrologuês” seria: o planeta referente àquele assunto, a casa que fala sobre o assunto, as correlações com o regente planetário natural daquele assuntos, e todas as relações interplanetárias dos envolvidos, às quais chamamos de aspectos.
Quanto falamos sobre a influência astrológica na escrita, temos Mercúrio como o significador desse assunto, pois ele rege a



Leia o restante...

Regência do ano de 2013 – Saturno

Escrito por Patrícia Ungarelli em . Categorias: Astrologia, Ensinamentos, Matérias

saturno regente 2013Quem é esse Mestre das estrelas que domina os céus esse ano? Falar de Saturno, é uma coisa que me dá enorme alegria, contrariando os mais pessimistas ou aqueles com a visão de Saturno mais medieval: o temido, o maléfico, o cruel, o cético e insensível! Será?

Saturno, o Senhor do Carma, aquele com o qual não se negocia, aquele que tem a retidão na formação básica da sua energia, aquele que cobra, audita, estrutura e disciplina. Aquele que nos ensina sobre os limites da matéria, aquele que nos aprisiona para que estejamos mais fortes e seguros nos próximos passos pela vida. Não brinque com ele, aprenda com ele. Não o desafie, irá perder com toda a certeza.

Ter um ano na regência desse amado planeta é ter a certeza que será um ano de reestruturações, de muita disciplina, e talvez um pouco duro e pesado. Mas qual é a forma mais certa de aprender senão da forma Saturnina? Pelo menos temos a certeza do eficiente resultado com ele. Lógico que o ser humano não gosta muito, é só ver como reagimos à austeridade, a medidas corretivas e disciplinadoras, a limitações de todos os tipos. Reagimos projetando no outro a “culpa”, projetando no governo, no marido, na mulher, nas relações, no professor, no padre e por aí vai. Em nenhum momento olhamos nós mesmos e nos perguntamos: o que devemos aprender com essa limitação?

Leia o restante...